Quem sou eu

Minha foto
Joinville, SC, Brazil
Visite meu currículo: http://br.linkedin.com/in/douglasdutra

Rádio Estilo 7

Rádio Allegro - Clássicas

quinta-feira, 21 de maio de 2009

[SIN-II] ATIVIDADE 21-05-2009

TAREFA PARA CASA
PESQUISE NO LIVRO-TEXTO AS ESTRATÉGIAS DE CONVERSÃO DE SOFTWARE
(Em paralelo / Direta / De estudo piloto / Em fases / Documentação)
Faça um comentário aqui falando um pouco sobre cada uma dessas estratégias.
Não faça postagem no seu blog.
Até a próxima aula.

6 comentários:

ladjon disse...

Em paralelo
Trata-se de ter o sistema antigo e o novo sistema rodando simultaneamente, é um modo seguro pois o usuário pode adaptar-se ao novo sistema, e caso ocorra algum erro no sistema novo existe um BKP no sistema antigo. A Desvantagem é que torna-se uma forma mais cara de realizar a conversão, e mais trabalhosa, pois as informações tem que ser lançadas nos dois sistemas.
Direta
O Corte direto, trata-se de interromper as funções do sistema antigo e iniciar um novo, em um determinado dia, isso parece ser menos custoso, porém podem haver falhas no sistema novo, e haverão custos com consultorias e reparos.
De estudo piloto
O Estudo Piloto, consiste em implantar o sistema primeiro em um setor, e após a conclusão deste, pode ser implantado nos demais setores.
Em fases
Trata-se da implantação por estágios, ou seja somente algumas funções do sistema começam a atuar por partes.
Documentação
É Uma parte muito importante da implantação do sistema, ali é listado o modo de funcionamento do sistema, tanto do ponto de vista técnico como dos usuários. Uma documentação mau elaborada pode colocar em risco o uso do sistema.

ANJELUS disse...

EM paralelo: Não há tempo entre abandono de um sistema e início de outro, ambos rodam durante a adaptação juntos.

Direta:Em determinado dia é substituido o sistema pelo novo, indiferente de erros que podem via a ocorrer.

Estudo piloto: è feita implantação em determinado setor, tendo resultado se implanta no resto.

EM fase: Se implanta um novo sistema em partes, setorizadamente e gradativamente.

Documentação:É necessária que tenha se material técnico, material de suporte e material que possa apoiar futuras correções e melhoras.

Lúcio

leco place´s disse...

estrategia paralela

tanto o sistema antigo quanto seu potencial substituto ficam rodando junto por um tempo ate que
todos estejam certos de que op novo funciona corretamente.

corte direto

substituto inteiramante o sistema antigo com novo sistema no dia determinado.

estudo piloto

introduz o novo sistema em somente uma area limitada da organizaçao,como unica unidade da organizaçao

abordagem fasica

introduz o novo sistma em estagios,seja por funçoes ou por unidedas organizacionais

documentaçoes

detalhada mostrando como o sistema funcional tanto do lado tecnico o quanto o ponto de vista do usuario
final

Rafaelen disse...

A conversão é o processo de mudança de um sistema antigo para um sistema novo.
as estratégias de conversão pode ser:
Estratégia paralela, tanto o sistema antigo quanto o seu potencial substituto ficam rodando junto por um tempo ate que todos estejam certos de que o novo funciona corretamente.

Estratégia de corte Direto, substitui inteiramente o sistema antigo com o novo sistema do dia determinado.

Estratégia de estudo piloto, introduz o novo sistema em somente uma area limitada da organização, tal como um único departamento ou unidade operacional.

Estratégia de abordagem fásica, introduz o novo sistema em estágio, seja por função ou por unidade organizacionais.

Documentação, detalhamento mostrando como o sistema funciona tanto do lado técnico quanto o ponto de vista do usuario final é finalizada durante o tempo de conversão para o uso no treinamento e nas operações diárias.

Alysson Juliano Carvalho disse...

Conversão de Software em paralelo : tanto o sistema antigo quanto o seu potencial substituto ficam rodando juntos por um tempo até que todos estejam certos de que o novo funciona corretamente. essa é a abordagem de interrupção de processamento, o antigo sistema ainda pode ser usa como um backup.


Conversão de Software direta : Substitui inteiramente o sistema antigo com o novo sistema no dia determinado. À primeira estratégia parece menos custosa que a estratégia conversão paralela.


Conversão de Software de estudo piloto: introduz o novo sistema em somente uma área limitada da organização.Quando essaq versão piloto estiver completa e funcionando corretamente, ela é instalada em toda a organização, seja simultaneamente ou em estágios.


Conversão de Software em fasica: introduz o novo sistema em estágios, seja por funções ou por unidades organizacionais.

Conversão de Software em documentação: detalhada mostrando como o sistema funciona tanto do lado tecnico quanto do ponto de vista do usuário dinal é finalizada durante o tempo de conversão para o uso no treinamento e nas operações diárias.

Tiago Seminotti disse...

Conversão

Paralela - É uma estratégia na qual o sistema antigo e o seu potencial substituto rodam juntos por um tempo até que seja confirmado que o substituto funciona corretamente. É mais segura porque caso ocorram erros o antigo pode ser usado como backup. Esse tipo de abordagem é muito cara pois dispende de pessoal e recursos adicionais para rodar um sistema extra.

Direta - É uma estratégia na qual o antigo é substituído pelo novo em um dia determinado. Ela é menos custosa que a paralela, mas não tão segura, pois se ocorrerem erros não há como buscar o sistema antigo. No caso de ocorrer algum erro os custos podem ser enormes.

Piloto - É uma estratégia na qual o sistema novo é introduzido somente em uma área limitada da organização. Quando comprovada que essa versão funciona corretamente ela é instalada em toda a organização.

Fásica(em fases) - É uma estratégia na qual o sistema é introduzido em fases, somente algumas funções do sistema são introduzidas e não ocorrendo erros são inclusas novas funções até que o sistema completo tenha sido introduzido.

Documentação - Deve estar pronta durante o tempo de conversão para que seja útil em treinamentos e operações diárias. Falta da documentação pode resultado em treinamento não apropriado e por fim contribui para o fracaso do sistema, de modo que a documentação é de extrema importância.